COOPERATIVISMO

“Um trabalho em conjunto feito com a força de muitos.”

Cooperativa

“É uma associação de pessoas com interesses comuns, economicamente organizada de forma democrática sem fins lucrativos, que envolve a participação livre de todos, respeitando direitos e deveres de cada um de seus cooperados, com objetivos econômicos e sociais comuns a todos.”

Cooperar

Significa agir simultânea ou coletivamente com outros para um mesmo fim, ou seja, trabalhar em comum para o êxito de um mesmo propósito. Cooperação é o método de ação pelo qual indivíduos com interesses comuns constituem em empreendimento. Neste, os direitos de todos são iguais e o resultado alcançado é repartido somente entre os integrantes, na proporção da participação societária nas atividades.

Cooperativismo

É uma doutrina econômica estruturada para a geração de riquezas através do livre associativismo entre as pessoas que espontaneamente concordam em criar uma cooperativa em qualquer segmento produtivo permitido pela legislação e, unidas pelos mesmos ideais e tendo os mesmos objetivos, buscam satisfazer suas necessidades financeiras e de realização pessoal/profissional através da produtividade e da valorização humana e não da exploração do homem pelo homem.

Cooperado

É um trabalhador autônomo de qualquer atividade socioeconômica, que se associa para participar ativamente de uma cooperativa, cumprindo com os seus deveres e observando os seus direitos.

Estar cooperado é ser o protagonista de uma estrutura organizacional baseada nos valores do trabalho em equipe e ajuda recíproca, com democracia e responsabilidade, trazendo ao profissional os benefícios de excelência da gestão compartilhada dos associados, nas decisões administrativas e profissionais, gerando mais ganhos e oportunidades de trabalho.

Alessandro Alves Queiroz

OS PRINCÍPIOS DO COOPERATIVISMO.

O vídeo com duração de 5 minutos e 55 segundos apresenta e interpreta os princípios internacionais do Cooperativismo: Adesão voluntária e livre. Gestão democrática e livre. Participação econômica dos membros. Autonomia e independência. Educação, formação e informação. Intercooperação. Interesse pela comunidade.